Consultoria de estiloEstilo

Assuma os seus cachos

Algumas semanas atrás, fui num samba meio alternativo no centro. Haviam muitas mulheres com cachos e ondulados assumidos e minha irmã, que estava junto e me atentou para esse fato, me falou que eu deveria escrever sobre isso.

Passei algumas semanas pensando sobre isso, reparando mais nos cachos à minha volta e refletindo também sobre vaidade, autoestima e aceitação e sobre a pressão por padrões na nossa sociedade.

Eu faço parte da turma dos cacheados e das que morre de preguiça de cuidar do cabelo. Para mim o melhor cabeleireiro é aquele que faz com que meu cabelo fique bonito sem precisar de muito esforço. Hoje temos produtos ótimos para definir os cachos.

Coisa que nem sempre foi assim. Na minha época da faculdade eu sempre fazia escova quando tinha um casamento ou queria ficar mais bonita. Progressiva eu fiz três vezes e na última eu fiquei com uma caspa que durou mais do que a disciplina do meu cabelo.

Enfim, não acho que eu me enquadre no padrão normal de vaidade com as madeixas. Secador uso quando lavo o cabelo e está muito frio e não uso nenhuma química. Acho ótima toda essa liberdade e aceitação das mulheres com seus cabelos naturais e lindos, mas também entendo as que se sentem melhores com suas progressivas e luzes.

Passando agora para o nosso corpo, eu vejo uma questão um pouco parecida. Eu tenho 1,55m de altura e peso 50kgs. Tem pessoas dessa mesma altura num regime espartano para atingir os 45 kgs e outras felizes com seus 65kgs. Ótimo! Nada melhor do que essa diversidade, afinal, o que seris do mundo se fôssemos todos e todas iguais?

Eu controlo meu peso da seguinte maneira: me permito oscilar 3kgs e e como sempre é para cima, quando isso acontece, fico incomodada com as minhas calças mais apertadas e dou uma controlada nos doces, que gosto bastante.

E aqui vou lembrar uma conversa com outra irmã minha. Numa quarta-feira, estávamos jantando nos meus pais e falei que não queria sobremesa, porque estava evitando doce durante a semana. E ela me criticou, falou isso parecia um tanto hipócrita vindo de uma pessoa que sempre fala do empoderamento feminino e de aceitar mais o corpo.

Ela achou inaceitável uma pessoa que ela considera magra querer emagrecer. Pensei em mim e na raiva que me dá ver blogueiras fitness de barriga trincada falando que não podem comer doces.

Mas então o que seria aceitável e o que seria uma ditadura estética dentre tantas opções que temos hoje? Botox é OK? Lipo? Progressiva? Cílios postiços? Depilação à laser? Clareamento dentário?

Uma coisa é certa: somos muito mais empáticos e aceitamos melhor a necessidade de mudança das pessoas mais próximas da nossa aparência e do que julgamos nossos “defeitos”. Mas só porque o outro para nós parece OK ele não tem o direito de querer mudar?

E ai convido todas as pessoas que tenham se identificado com esse texto a buscar compreender o outro. Autoestima e aceitação são coisas muitos individuais. É ótimo questionarmos os padrões da nossa sociedade e precisamos estar juntos nessa luta. Vamos tentar não diminuir o problema do outro. Eu aposto que até a Barbie Califórnia deve ter dias em que acorda se sentindo feia…

 

PS: e como uma imagem vale mais do que mil palavras, esse povo lindo e com orgulho dos cachos é a turma do coral da minha irmã. Valeu pela foto pessoal!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *